Procurar
Procurar

Saúde mental dos colaboradores: como as empresas podem ajudar?

Prazos apertados, alta competitividade, metas a serem batidas, cobranças excessivas fazem parte do dia a dia de profissionais de todas as áreas. É preciso ter cuidado, pois o que parece rotina pode acabar afetando a saúde dos funcionários e, consequentemente, a produtividade da empresa. Em tempos em que o contato com o outro somente foi possível por meio de telas e em que a forma de trabalho tradicional foi alterada, nunca a saúde mental esteve tão em discussão como hoje no meio corporativo.

Segundo dados da OMS, os transtornos mentais e comportamentais estão entre as principais causas de perdas de dias de trabalho no mundo. Os casos leves causam em média perda de quatro dias de trabalho/ano e os graves cerca de 200 dias de trabalho/ano.

Isso prova que empresas, sejam elas de qualquer porte ou segmento, devem focar, sim, no faturamento e crescimento, mas também em seu principal ativo: as pessoas. 

O “Setembro Amarelo” é um mês de alerta para todos. Ele serve de aviso para as pessoas que sofrem com depressão e outros transtornos mentais e também para aquelas que estão ao redor delas. Por isso, neste artigo você vai entender como construir um ambiente corporativo que promova a saúde e o bem-estar dos colaboradores, proporcionando felicidade e satisfação no trabalho.

Saúde mental X Trabalho

Boa parte do nosso dia a dia é dedicado ao trabalho e durante essa jornada é comum se deparar com algumas frustrações. Seja pela ameaça da perda do emprego, pelo desempenho não reconhecido, por falhas ou pressões, as frustrações fazem parte do processo.

Porém, esses aspectos podem ser suportados e até mesmo amenizados em um ambiente que fornece as condições necessárias para a saúde mental. Afinal, saúde mental e ambiente de trabalho constituem uma relação séria e complexa.

Os locais de trabalho que promovem a saúde mental e apoiam pessoas com transtornos mentais são mais propensos a:

  • Reduzir o absenteísmo: Com o sentimento de frustração aliado à baixa produtividade e psicológico comprometido, os colaboradores podem se abster do ambiente de trabalho ou chegar atrasados com mais frequência. Esse tipo de comportamento é conhecido como absenteísmo.
  • Aumentar a produtividade: Colaboradores felizes e amparados se sentem mais à vontade e, por consequência, conseguem produzir mais. 
  • Reduzir a taxa de turnover: Por se sentirem bem e acolhidos pela empresa a taxa de rotatividade de funcionários reduz. 

Como o RH pode ajudar?

Tendo em mente que cuidar da saúde mental dos colaboradores é essencial você deve estar se perguntando, “como o departamento de RH deve proceder?”. Separamos algumas dicas que podem ser adotadas no dia a dia a fim de proporcionar um ambiente muito mais favorável para a produtividade e bem-estar de todos.

  • Facilite um ambiente aberto e confortável

Um ótimo ponto de partida para zelar pela saúde mental dos colaboradores é proporcionar um ambiente de trabalho com horários mais flexíveis e gestores compreensíveis com problemas. Nesse caso, um modelo de gestão transparente e condescendente, que valoriza o desenvolvimento profissional e pessoal de cada profissional é fundamental.

  • Acompanhamento do bem-estar dos funcionários

Ao manter uma boa qualidade de vida no trabalho, o desempenho dos colaboradores nas atividades passa a melhorar, e consequentemente, ocorre a redução da desmotivação, do estresse e dos índices de insatisfação com o trabalho. 

A cultura de feedback dentro das empresas também é uma ótima alternativa. O feedback consiste em informar aos colaboradores sobre sua performance profissional ao longo do tempo. 

  • Mantenha o canal de comunicação aberto

Ter um canal de comunicação dentro de qualquer empresa é muito mais importante do que a maioria dos gestores imaginam. Uma comunicação eficiente e bem estruturada com os colaboradores é essencial para auxiliar a equipe na prevenção e na resolução de problemas.

Então tenha uma comunicação ativa com seus colaboradores. Marque conversas periódicas para verificar a situação atual do membro do time e busque entender quais são os principais problemas que ele enfrenta no trabalho e como podem ser solucionados.